Galeria de Arte & Ateliê

Todos os Olhos

Somos Animais I
Todos os Olhos
MAI 2021
Al-Ma'arrī foi um filósofo, poeta e escritor árabe vegano do século 10 da era comum.
Artista
Rodrigo Favarete
Tipo da Peça
Pintura Digital
Mídia
Artist 15.6 Pro e caneta 200Rps
Dimensões
3508 x 2480 px

Todos os Olhos é a terceira obra da série Somos Animais I, uma série de obras que retratam mentes brilhantes injustiçadas pela humanidade. Esta peça mostra Abū al-ʿAlāʾ al-Maʿarrī, um filósofo, poeta e escritor árabe do século X da era comum. Ele era um racionalista controverso de seu tempo, usando a razão como sua principal fonte de verdade e negando todo pensamento religioso e esotérico, trabalho desafiador em uma época tão baseada na mitologia.

Al-Ma'arrī ficou cego aos quatro anos devido à varíola; mais tarde, ele se referiu a si mesmo como o refém de duas prisões, sua cegueira e sua casa, da qual raramente saía. À medida que envelhecia, viajou para algumas cidades sírias, decorando seus manuscritos e dando palestras sobre poesia e retórica. Al-Ma'arrī era vegano e escreveu algumas das que provavelmente são as primeiras menções de uma visão de mundo vegana. Ele acreditava na santidade da vida, urgindo que nenhuma criatura viva deveria ser ferida e se opondo a toda matança de animais e ao uso de peles de animais para roupas. Ele nunca se casou e morreu em maio de 1057 em sua cidade natal, aos 83 anos, uma idade muito extrema para sua época.

Eu não roubo mais da natureza.

— Al-Maʿarrī (meados de 1000)

Uma das demonstrações de intolerância religiosa por seu pensamento racional aconteceu no início de 2013, quando militantes islâmicos no noroeste da Síria decapitaram uma estátua do poeta, criada na década de 1940 por um jovem escultor sírio, Fathi Mohammed.

Algo que me inspira muito nas obras de Al-Maʿarrī é o Luzūmīyāt Necessidades, uma extensa coleção de versos que contrasta com as peças tradicionais pela sua estrutura irregular juntamente com as opiniões que contém. Procuro sempre abordar a arte de forma distinta, fora do senso comum, pois a arte, para mim, é uma ideia que é parte inseparável de um mundo em que a realidade não é diretamente acessível aos olhos. A realidade é uma coleção assombrosa de camadas, permanentemente inacessíveis sem racionalidade.

Wanna help me create my art? You can donate below

Donate

PIX Key

photo_2022-05-18_19-55-04

Deixe um Comentário